Upcoming

TIGER X F800GS

GS E TIGER ESTÃO MELHORES EM QUALQUER CAMINHO

AS BIG TRAIL DE BMW E TRIUMPH APROXIMAM OS PERFIS DE SEUS MODELOS DE 800CC APRIMORANDO PONTOS FRACOS

Depois do lançamento da Triumph Tiger 800 XCX, no início deste ano, a BMW F800GS viu sua tradicional vantagem na capacidade off-road ameaçada. A Tiger sempre se caracterizou por maior competência on do que off-road, mas a versão XCX mudou isso ao incluir no pacote suspensões White Power de longo curso, rodas raiadas, aro dianteiro de 21 polegadas e uma profusão de protetores. A mudança já seria grande, no entanto os ingleses também aproveitaram a atualização para reforçar a conveniência no uso em estradas pavimentadas, adotando a assistência eletrônica de modos de pilotagem, controle de estabilidade e cruise control (o “piloto automático”).

Read More

Será a CBR 250RR?

TEASER CONFIRMA QUE NOVA ESPORTIVA BICILÍNDRICA DE BAIXA CILINDRADA DA HONDA ENTRARÁ EM PRODUÇÃO

VÍDEO POSTADO PELA SUBSIDIÁRIA DA INDONÉSIA MANTÉM CARACTERÍSTICAS EXIBIDAS EM PROTÓTIPO NO SALÃO DE TÓQUIO

As especulações de que a Honda preparava uma ofensiva contra as bicilíndricas Kawasaki Ninja e Yamaha R3 não eram novidade, mas indício concreto só surgiu em novembro passado quando um protótipo foi exibido no Salão de Tóquio. Ainda entre os conceitos, um dos vários que a marca costuma mostrar na feira – sem necessariamente ter compromisso com a entrada em produção – a futura CBR sugeria que estava próxima de se tornar realidade por conta da riqueza de detalhes, incluindo diversos componentes “supérfluos” em para uma show bike e aparentemente prontos para produção.
Read More

NINJA H2R A 400 KM/H

PILOTO TURCO ATINGE 400 KM/H NO PAINEL DA KAWASAKI NINJA H2R

KENAN SOFUOGLU É TETRACAMPEÃO DO MUNDIAL DE SUPERSPORT E ACELEROU EM PONTE SOBRE O MAR DE MARMARA, PRÓXIMA A ISTAMBUL

Desde a apresentação da Kawasaki Ninja H2R no fim de 2014 como nova moto mais potente do mundo, com seus 326 cv possíveis graças à sobrealimentação por um inovador supercharger compacto, especula-se se seria possível quebrar a barreira dos 400 km/h. A esportiva de produção limitada (custa R$ 350 mil no Brasil) só pode ser usada em pistas fechadas porque não atende a restrições de níveis de poluição e ruído, que fazem a versão de rua H2 ser limitada a 210 cv. Com sua carenagem de fibra de carbono e inéditas asas dianteiras para mantê-la estável a velocidades antes impossíveis com uma motocicleta comprada em concessionária, a H2R original não passava de 360 km/h no painel.
Read More

Scroll to top